Sugestão de Leitura

Hermann Hesse, Siddhartha

“Havia muito que Siddhartha participava nas conversas dos homens eruditos, tratava debates com Govinda e com ele praticava a arte da contemplação e da meditação. Já sabia pronunciar Om silenciosamente- essa palavra das palavras-, dizê-la interiormente com a inspiração do ar e expirar depois com toda a sua alma, com a luz do espírito puro a iluminar-lhe a fronte, já sabia reconhecer Atman nos abismos do seu ser, indestrutível, uno com o Universo.

Havia felicidade no coração do seu pai, porque o seu filho era inteligente e sequioso de conhecimento. Alegrava-o vê-lo crescer para ser um homem sábio, um sacerdote, um príncipe entre os Brâmanes.”

Post Author: